Perguntas que não precisam de respostas

Por Rodrigo Rossoni

“Rodrigo, você está fazendo um trabalho no MST, né? Como você conseguiu entrar lá?”

“Professor, eu poderia ir com o senhor um dia no MST? Será que não tem problema eu ir lá, não?”

“Rodrigo, lá no MST não é perigoso, não?”

“Rodrigo, como são as crianças no MST? Elas são normais como as nossas? E os nomes delas, são normais também?”

“Rodrigo, as mulheres no MST são vaidosas?”

“As mulheres no MST usam batom, elas se maquiam?”

“Rodrigo, o MST é a favor ou contra o desarmamento?”

“Rodrigo, minha família tem um sítio em São Mateus, bem perto de lá tem um acampamento do MST. Será que eles não vão invadir o sítio, não?”

“São sem terra, mas tem carros bons. De onde eles arranjam dinheiro?”

“Quando eu estou viajando eu peço a Deus para que o carro não quebre perto de um acampamento do MST. Sei lá o que pode acontecer!”

“Não consegui fotografar nada do que queria aqui no assentamento. Será que se eu voltasse outras vezes eu conseguiria fotos melhores?”

“Essa menina bonita da foto é uma sem-terra?”

Leia outras histórias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *